Entrevista Jornal Saúde e Lazer

Cozinha em vez de hospital
23-Jan-2009
Cientista brasileiro com Ph.D na Alemanha, Dr. Alberto Peribanez Gonzalez explica como obter a cura pela
alimentação viva e crua. Nos dias de hoje, cada vez mais convivemos com o avanço de inúmeras doenças crônicas e degenerativas como obesidade, câncer e problemas cardíacos… Parece que nunca ficamos tão doentes!
Por outro lado, a medicina convencional e os laboratórios farmacêuticos ocupam-se muito mais em investir recursos para produzir e utilizar medicamentos no combate das doenças, do que propriamente prevenir enfermidades e promover a manutenção da saúde. Assim, cada vez mais, todos querem saber qual é o melhor caminho para uma vida saudável, livre de doenças. O livro do Dr. Peribanez Gonzalez mostra que a chave para a cura e para a saúde pode estar bem à mão, nos alimentos da horta e do pomar, dentro de sua própria cozinha. “Lugar de Médico é na Cozinha” também apresenta 90 receitas, como a do suco verde, o “elixir da vida”. O doutor coleciona resultados positivos entre os pacientes que adotaram a bebida em suas dietas. “Eu sou um médico verdureiro”, brinca o cirurgião e cientista, que tem no currículo mestrado e doutorado pelo Institut fuer Chirurgisches Forschung Ludwig Maximilian Universitaet Muenchen (Instituto de Pesquisa Cirúrgica da Universidade Ludwig Maximilian de Munique, Alemanha) e mais de cem artigos científicos publicados. E, foi justamente as pesquisas científicas que levaram o Dr. Gonzalez a exercer hoje o que ele chama de uma “medicina integrativa”, “não cartesiana”: “Nós não precisamos usar tanto a farmácia como as pessoas usam”, afirma.
Para demonstrar como viver bem, o “médico do suco verde” dá palestras em português, inglês e alemão pelo mundo afora. Em síntese, o Dr. Gonzalez avisa que sua medicina é alopática sim, mas antes de tudo, probiótica, ou seja, a favor da vida: “Eu não opero mais com um bisturi, opero com uma maçã”, conta. Os estudos do médico que opera “com uma maçã ou jabuticaba no lugar do bisturi ou do catéter” tem chamado a atenção da mídia, da comunidade científica, dos profissionais da área da saúde e de milhares de pessoas em busca da cura e da longevidade. Dr. Alberto Peribanez Gonzalez já esteve em vários programas de televisão (Globo Repórter, Programa do Jô, Mais Você com Ana Maria Braga, Alternativa Saúde com Patrícia Travassos, Mulheres com Cátia Fonseca, Sem Censura com Leda Nagle, Repórter Record, entre outros), ensinando os benefícios da alimentação viva através de receitas como o suco verde, o pão essênio, a caldeirada de frutos do mato. Sua participação gerou excelentes índices de audiência e recall para as emissoras.
Pacientes vindos de todos os lugares do Brasil e do mundo querem aprender a alimentação viva, empregada já por povos sadios da Antiguidade como os essênios, e que propõe a transformação de hábitos nocivos arraigados em atitudes conscientes de saúde. A alimentação viva (e crua) regula o colesterol e o açúcar, ajuda a manter a saúde em todo o corpo previnindo e auxiliando na cura de doenças como o câncer, doenças cardíacas, diabetes, eliminando líquidos retidos no organismo, descongestionando e limpando intestino, fortalecendo o sistema vascular, o coração, o sistema digestivo, a imunidade, o organismo como um todo.
Uma nova dieta milagrosa? Nada disso. “A minha medicina não é comer alimentos, eu não sou nutrólogo, eu não sou nutricionista, eu não sou dietólogo, eu não passo dieta. Eu estou trabalhando com mudança de cultura, mudança de aproveitamento material do que o planeta dispõe para a gente”. Para o Dr. Alberto, a revolução está em buscar a harmonia com a natureza e com o planeta em que habitamos. E onde está a ciência da alimentação viva? Nas sementes que “acordam” quando germinadas. É delas que vem a mais viva porção da história toda. Já as carnes, estão fora do menu. Em seu lugar, entra o pão essênio, assado ao sol ou desidratado, a graminha do trigo e muitas folhas verdes, tudo orgânico.
Na mesa do Dr. Alberto Gonzalez também não entra açúcar, só o naturalmente presente nas frutas. Parece um mundo sem delícias? Em “Lugar de Médico é na Cozinha”, da Editora Alaúde, o médico e chef dá sugestão de quase cem receitas, da entrada ao prato principal e sobremesa. E pra quem acha tudo muito “esotérico”, Dr. Peribanez Gonzalez rebate: “Isso não é exotismo de terapeuta estilo pós-hippie” e completa, “a prática médica que eu faço é a reorganização homeostática, fisiológica, do terreno biológico de uma pessoa através da reorganização do sistema do tecido fluído que é o sangue, fazer o sangue se livrar dos fungos, que são fungos oportunistas que vivem em um sangue cheio de açúcar, por exemplo.”
Prepare-se para esta leitura. “Lugar de Médico é na Cozinha” pode até soar como um tratado vegetariano, mas atenção: está longe de ser um monte de “abobrinhas”, no sentido literário. São 300 páginas que podem mudar a maneira como você vê a relação entre alimentação, espiritualidade e saúde, com fundamentos: “O meu livro é útil, pra todo mundo ler, mas também está impregnado de ciência”, avisa o médico.
Saúde & Lazer
Fornecido por Jornal Saúde & Lazer

Relacionados:


Agenda:


Assine nossa newsletter!

Cadastre seu e-mail e receba informativos sobre nossos programas e cursos.

2015 Doutor Alberto Peribanez Conzalez
Desenvolvido por BT Design